Coluna Rotária

Março Mês da Mulher II

Por Francisco Lima

"A nossa sociedade está doente, principalmente doente emocionalmente, nós não sabemos olhar para nossas emoções, nós não nos permitimos olhar para nossas emoções", disse Juliane Cervi Adami Psicóloga Especialista em Terapia Familiar Sistêmica.  

Coloco aqui então uma oração que trata de perdão, carinho, desapego e libertação.

"Liberto meus pais de sentir que eles não puderam me dar tudo em que acreditam terem falhado. Eu os amo e agradeço por terem sido o instrumento da vida para que eu esteja aqui hoje.

Eu liberto meus filhos da necessidade de ampliar meu ego, de querer satisfazer os desejos ou objetivos que eu não cumpri para mim ou de que eles se sintam obrigados a me orgulhar. Peço-lhes que escrevam suas próprias histórias de acordo com suas vontades de experimentar e com o que alegra seus corações.

Eu liberto meu parceiro da obrigação de me completar. Estou completo (a). Nada me falta, tudo está dentro de mim e minha felicidade depende de mim, aprendo e evoluo com cada um de meus relacionamentos e, se falhamos, também fui responsável por atrair essa situação.

Eu liberto meus irmãos de qualquer culpa que sentem por mim, ou de fazê-los acreditar que me machucaram, ou se em qualquer momento eu os ofendi, ignorei ou neguei. Eu os amo. Agora estou ciente de que estão fazendo o melhor que podem fazer e confio plenamente em suas habilidades e pontos fortes para descobrir a vida maravilhosa que sempre sonharam pra eles.

Para meus avós e antepassados ??que foram se encontrando para que eu, hoje aqui respire a vida em seus nomes, liberto-os das falhas do passado e dos desejos que não cumpriram. Consciente de que tudo o que fizeram foi o melhor que puderam fazer para resolver cada uma das situações que enfrentavam, com os recursos que tiveram desde o nível de consciência que tinham naquele momento. Eu os honro com a minha vida, fazendo o melhor que posso para fazê-la feliz, digna e próspera. Eu os amo e reconheço todos e cada um deles. Sob seus olhares expresso minha gratidão e todo meu amor para que saibam que não escondo nem devo nada além de ser fiel a mim mesmo e a minha própria existência, dessa forma eu os honro. O que aprendi com todos me faz ser quem sou e me permite traçar o caminho da minha vida com sabedoria, consciente de que estou cumprindo meu projeto de vida, livre de lealdades familiares invisíveis e visíveis, livre de laços e crenças que possam perturbar minha Saúde e Alegria, minha Paz e Felicidade.

Eu renuncio ao papel de Salvador (a) e Redentor (a), de ser aquele (a) que une ou cumpre expectativas alheias. Aprendendo através e somente através do Amor/aceitação, permitindo a cada um Ser como quer e me permitindo Ser como realmente sou. Eu abençoo a essência mais expandida do meu Ser que é maravilhosa, esplêndida e notável, que através da minha forma única de me expressar e mesmo que alguém não possa me entender, eu apenas me expresso como sou, porque só eu vivi e experimentei minha própria história, porque eu conheço a mim mesmo, sei quem sou, o que sinto, o que faço e por que faço. Me aceito, me respeito, me aprovo e me responsabilizo apenas por mim, com amor/aceitação e compreensão.

Honro a Divindade em mim e em você. Agora somos livres para nos amarmos. Eu te amo e te aceito em minha vida e experiência de vida."



linhapopular sim




Logo branca.png

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina