Distrito é castigado pela chuva

12 Janeiro 2018 17:36:25

Giuliard Amaral
Giuliard Amaral tem atuação política com foco no Distrito do Monte Alegre

Início de ano triste no Distrito do Monte Alegre na madrugada de quinta-feira (11), o mesmo foi castigado por mais uma enxurrada com quase 75 milímetros de chuva. A cena é comum: água dentro das residências, famílias aos prantos vendo o seus móveis e utensílios domésticos mergulhados na água da chuva que em pouco mais de uma hora deixou um rastro de lama e tristeza.

O Distrito tem histórico de enxurradas desse tipo, sendo sempre o mais atingido. Por estar em uma bacia e depender da maré para que as águas não acumulem e ocasione as temidas e quase inesperadas "enchentes" - como a ocorrida que pegou todos de surpresa. Com aproximadamente 30 minutos de chuva, muitos já não tinham nem como erguer seus móveis ou retirar os carros das garagens. O número de ruas atingidas ainda não foi contabilizado, mas se sabe que somente os morros escaparam das cheias, ficando com o risco de deslizamentos e com as pessoas presas em casa por estarem com todas as ruas alagadas.

Móveis, roupas, alimentos e muita lama foram as cenas que se via por todo o lado. Até mesmo as ruas que normalmente não sofrem com essas cheias foram afetadas dessa vez. Pessoas indignadas e procurando achar o culpado, que ao entender de muitos foi ocasionado pela combinação de maré alta com um volume grande de chuva em curto de tempo.

Durante toda a quinta-feira até a manhã de sexta-feira (12), a Secretaria de Obras ficou focada na limpeza para amenizar os estragos. Alguns voluntários e pessoas atingidas se empenharam em limpar suas casas e contabilizar os prejuízos. Também na noite de quinta a Associação de Moradores com voluntários - dentre eles dois vereadores - percorreram algumas ruas recolhendo móveis e entulhos com a preocupação de que com uma nova chuva fosse agravar ainda mais a situação.

A enxurrada pode ter sido um conjunto de fatores, mas que para muitos poderia ser alertado antecipadamente pela secretaria responsável considerando os aparelhos adquiridos ou cedidos pelo Estado à Defesa Civil. O que sabemos é que a natureza não tem como ser parada, mas algumas medidas de prevenção são fundamentais ao Distrito. Entre elas, o desassoreamento de braços de rios e algumas valas que são responsáveis por todo o escoamento de água no Distrito. Ações que em durante todo o ano de 2017 não foram postas em prática.


Imagens


linhapopular sim




Logo branca.png

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina