Linha Legal

A importância do uso do cinto de segurança e outros instrumentos indispensáveis na condução de veículo

por Cacildo Cardoso FIlho

Caros leitores, como de costume alerto mais uma vez sobre o uso de alguns equipamentos de segurança que são imprescindíveis na condução de veículos.

Menciono o cinto de segurança, mas também destaco outros fatores que podem evitar que acidentes aconteçam, como o uso da "seta", para indicar com clareza e antecedência o deslocamento que pretende fazer e também uso de cadeirinha para bebês.

O cinto no seu uso, reduz o risco de ferimentos graves e mortes em acidentes de automóvel, pois protege todos os ocupantes do veículo, seja em uma frenagem brusca ou mesmo em um acidente.

Pessoas fisicamente debilitadas e gestantes também devem utilizar os cintos de segurança, pois elas são mais propensas a se ferirem caso não usem.

As probabilidades em caso de colisão é de projetar seu corpo para frente, chocando-se violentamente contra o volante, painel e para-brisas, ou que seja, projetado para fora do carro.

Já os passageiros no banco traseiro, quando não atrelados ao cinto, em uma colisão, se moverão para a frente empurrando quem estiver sentado.

Basta colidir a 40km/h, para atirar violentamente contra o vidro ou arremessar para fora do veículo, pois a força dos braços só é eficaz a uma velocidade de até 10 km/h, acima disto somete o cinto para segurar o impacto.

Estudos demonstram que se todos ocupantes usarem corretamente o cinto, existe um risco menor de se ferirem e chances muito maiores de sobreviverem em uma acidente. Isto porque em cada 10 pessoas que não usavam o cinto, 8 morreram em acidentes a menos de 20 km/h.

Aproximadamente 5% dos passageiros do banco de trás usam o cinto de segurança e em carros com mais de dois ocupantes, cerca de 80% das vítimas fatais que estavam no banco da frente seriam evitadas se no banco traseiro todos estivessem com o cinto. A multa por infringir o art. 167 do CTB é grave, 5 cinco pontos na CNH e R$ 195,23.

O uso de cadeirinha no banco traseiro

Uma criança pequena solta no banco de traz pode morrer em um impacto de apenas 12 km/h, portanto nunca deixe crianças soltas ou em pé ou entre os bancos dianteiros, pois elas correrão riscos enormes de se lesionar ou perderem a vida. Para isto temos o uso da cadeirinha infantil, que visa protegê-las em acidentes.

Existe uma proposta do executivo federal caso o motorista seja flagrado sem o uso da cadeirinha, que sofra apenas a penalidade no prontuário de sua CNH, ficando isento do valor a ser pago, mas enquanto o projeto não entra em vigor, o que vale é a lei atual, ou seja, sua obrigatoriedade.




linhapopular sim




Logo branca.png

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina