Linha Literal

Cruzando infinitas terras

Por Michel Goulart da Silva

Nesta semana voltaram a ser exibidas pela Warner as séries baseadas em super-heróis da DC, também conhecida como Universo Arrow, iniciado em 2012. Essa retomada das séries carrega grandes expectativas na medida em que para o final do ano é aguardado um crossover (em português, algo como "interseção", "cruzamento") das histórias, anunciado com o título de "Crise nas infinitas terras". Embora tradicional desde que o Flash foi apresentado nas séries "Arrow" e "Supergirl", esse entrecruzamento de histórias deve modificar bastante o desenvolvimento dos personagens a partir dos próximos anos.

Nos quadrinhos, em meados dos anos 1980, a "Crise nas infinitas terras" foi um grande evento que transformou o conjunto do universo de super-heróis da DC. A premissa da história é a existência de diferentes terras, vivendo ao mesmo tempo e sem interferência ou contato entre elas, onde cada um dos super-heróis tem a sua própria versão. Com a "Crise", diante de uma perigosa ameaça, algumas versões de muitos dos personagens foram mortas ou mesmo algumas das terras foram destruídas. O fato é que isso provocou uma mudança nos quadrinhos da DC.

Nas séries em andamento deve acontecer algo parecido. Sabe-se que a série que inciou tudo, "Arrow", deve ter sua última temporada, desta vez mais curta. É possível que Mia, filha do protagonista Oliver Queen, apresentada na última temporada, venha a ter sua própria série em breve. Não se sabe ao certo qual o destino dos personagens das demais séries - "Supergirl", "Legends of Tomorrow", "Flash" - nem quais os super-heróis que farão participações especiais. Uma das confirmações é a participação de atores que fizeram a série "Smallville", sobre a juventude do Superman, encerrada depois de dez temporadas em 2011. Outros personagens devem dar as caras, como Raio Negro, que protagoniza uma série que até o momento não teve nenhum cruzamento com as demais. Deve haver inclusive a participação de Lynda Carter, mas não se sabe se como Mulher-Maravilha, que a atriz interpretou na década de 1970, ou como outra personagem.

O fato é que se prepara um grande evento que poderá mudar o caminho de algumas das séries e até mesmo acabar com outras. Essas produções da DC sempre gozaram de uma boa impressão por parte da crítica, tendo inclusive recebido alguns prêmios. Sempre foi feita a comparação com os mais recentes filmes da DC que, além do público reduzido em relação a outros sobre super-heróis, no geral tem apresentado uma qualidade no mínimo questionável e inferior a dessas séries. 



linhapopular sim




Logo branca.png

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina