Virose: como evitar e quais os sintomas?

08 Janeiro 2018 19:37:41

Rogério Tolardo é Farmacêutico / Consultor de Negócios, Mestre em Ciências Farmacêuticas pela Univali, com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. Sugestões de temas sobre saúde e comportamento ou tire suas dúvidas: rogerio_tolardo@yahoo.com.br

Um problema bastante comum no verão com altas temperaturas é a gastroenterite, uma inflamação aguda que acomete os órgãos do sistema gastrointestinal, principalmente do estômago e intestino delgado, esta patogênese pode ser provocada por vírus (comulmente chamado de virose), bactérias ou alguns tipos de parasitas. A gastroenterite podem ser transmitida de pessoa a pessoa pelo manuseio de alimentos com as mãos contaminadas ou até mesmo pelo ar. 

Numerosos tipos de bactérias podem causar gastroenterite, incluindo: a Yersinia (encontrada na carne de porco), a Estafilococos (encontrada em produtos lácteos, carne e ovos), a Shigella (associado com água e encontrada em piscinas) e as mais famosas, a Salmonelas (encontrada em carnes, produtos lácteos e ovos) e Escherichia coli (encontrada na carne moída e saladas). A gastroenterite também pode ser causada pela ingestão de toxinas nocivas encontradas em frutos do mar e em algumas plantas. 

Entre os sintomas comuns da gastroenterite estão: febre, enjoo, diarreia, vômitos, cólicas abdominais, perda de peso, perda de apetite e desidratação. 

Se for causada por vírus, a gastroenterite pode passar sozinha e o tratamento serve apenas para amenizar sintomas e repor a perda de líquidos especialmente com bebidas isotônicas ou soro caseiro. O mesmo acontece em alguns tipos de bactérias. Mas é importante lembrar que medicamentos que combatem a diarreia só podem ser usados com orientação expressa médica, pois podem, em alguns casos, agravar os sintomas. 

Pessoas com desidratação em grau moderado a grave também podem precisar de tratamento intravenoso para repor líquidos no organismo, portanto, todo cuidado é válido. 

Para prevenir as infecções intestinais, deve-se lavar as mãos periodicamente, também frutas e vegetais antes do consumo, esta é uma das principais formas de evitar a transmissão da gastroenterite. 

Nos períodos de calor extremo, é recomendado evitar consumir alimentos em restaurantes ou estabelecimentos que não tenham higiene adequada. Maioneses, molhos e outros alimentos altamente perecíveis devem permanecer refrigerados respeitando com muita atenção o prazo de validade. 

Alimentos devem ser consumidos preferencialmente cozidos, principalmente ovos. A higiene da casca também é indicada para evitar contaminação. 

Geralmente a gastroenterite tende a normalizar os sintomas com os cuidados indicados pelo profissional habilitado, mas, sua consequência mais grave pode ser um quadro severo de desidratação, que pode ser grave e até mesmo fatal, principalmente em crianças e idosos, portanto, todo cuidado é pouco.


linhapopular sim




Logo branca.png

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina