Conheça as doenças mais comuns na primavera e aprenda como se prevenir

Rogério Tolardo é Farmacêutico / Consultor de Negócios, Mestre em Ciências Farmacêuticas pela Univali, com MBA em Gestão Empresarial pela FGV

Todos os anos, no dia 23 de setembro, tem-se declarado oficialmente o início da primavera, esta estação tão querida e alegre nos enche os olhos com tantas variedades de flores e cores, as temperaturas mais quentes são ideais para atividades ao ar livre. Entretanto, é também nesta época do ano que algumas doenças surgem com mais vigor, algumas relacionadas com o clima, outras com a polinização das flores.  


O clima mais quente e úmido unido ao período da primavera pela polinização das plantas, resulta no aumento de pólen presente no ar, para muitas pessoas, esses fatores são altamente prejudiciais para saúde podendo causar alergias, coceiras, crises de rinite, irritações e conjuntivites, também chamadas de conjuntivite primaveral.

Entenda as principais doenças e se previna nesta época

Alergias

As alergias ou reação de hipersensibilidade são reações do corpo por uma resposta exagerada do sistema imunológico após a exposição de fatores ou agentes externos. Estudos demonstram que fatores genéticos podem estar relacionados às manifestações das alergias, mas, os sintomas são manifestados apenas quando a pessoa começa a se expor aos fatores ou agentes externos alergênicos, tais como: pólens, ácaros, insetos, pelos de animais e fungos (mofo). Os sintomas relacionados à alergia podem apresentar diferentes características, desde irritações nos olhos, espirros, nariz escorrendo, até problemas mais graves como a asma. Na asma, pode ocorrer falta de ar, chiado no peito normalmente acompanhado de tosse.

Para a prevenção das alergias algumas medidas podem ser tomadas.

  • Utilize soro fisiológico nas vias aéreas para higienização e lubrificação
  • Evite manter as janelas abertas por muito tempo na época da primavera, e assim, evitar a circulação de pólens pela casa, especialmente entre 5h e 10h da manhã, pois é nessas horas que a ação do pólen é mais intensa;
  • No caso da casa ser úmida ou percebendo aqueles bolores nas paredes, utilize desumidificador de ar;

Alguns medicamentos podem ser utilizados para combater os sintomas da alergia, mas, sempre procure orientação sobre a escolha do melhor medicamento com seu médico ou farmacêutico.

Rinite

A rinite é um tipo de reação imunológica a partículas inaladas pelas vias aéreas estranhas ao corpo. Na rinite essas partículas causam irritação ou inflamação na mucosa do nariz ocasionando a coriza, coceira e obstrução nasal. Nesta época do ano, devemos ter um cuidado especial com pólens, tal como acontecem nas conjuntivites, pólens podem intensificar os sintomas desta doença, outro cuidado que devemos tomar é com poeiras domésticas, portanto, procure limpar a casa sempre usando um pano úmido evitando o uso de vassouras.


Para amenizar os problemas causados pela rinite devemos ter alguns cuidados:

  • Evite ambientes com muitas flores;
  • Mantenha o sistema do ar condicionado e a casa sempre limpos;

Hidrate o corpo e em casos que a rinite estiver apresentando sintomas mais acentuados, procure a orientação de um profissional para fazer a utilização de medicamentos, como antialérgicos e descongestionantes nasais, nunca se automedique, a utilizar dos medicamentos errados podem agravar o problema.

Conjuntivite Primaveril

A conjuntivite primaveril possui as mesmas características de uma conjuntivite comum, entretanto, a conjuntivite primaveril não é transmissível. Ela pode ocorrer devido a polinização das plantas, especialmente na parte da manhã, que dispersada pelo ar pode resultar num processo inflamatório na região dos olhos e entre os sintomas estão a coceira frequente nos olhos, produção de muita lágrima, ardor ou desconforto, sensibilidade à luz forte e vermelhidão e inchaço na região dos olhos.


A recomendação, caso se inicie um quadro irritativo:

  • Limpe os olhos com solução fisiológica utilizando uma gaze;
  • Mantenha as mãos sempre limpas;
  • Procure utilizar óculos escuros com proteção ultravioleta;
  • Procure a orientação do seu farmacêutico para utilizar colírios que lubrifiquem os olhos;
  • Evite levar as mãos aos olhos.

Caso perceba os sintomas mais expressivos de conjuntivite procure ajuda médica e utilize o medicamento indicado, existem conjuntivites virais e/ou bacterianas e quando não tratadas adequadamente podem trazer problemas mais sérios a sua visão.

Muitas vezes, os sintomas podem ser prevenidos pelo simples fato de se evitar o contato com os fatores alergênicos já conhecidos, evite a exposição destes fatores para passar pela época do ano mais linda sem problemas a sua saúde.




linhapopular sim




Logo branca.png

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina