Mudança de Hábito

Criança também treina!

por André Pereira Filho

Estamos no mês da criança! E na coluna desta semana, entenda a importância de incentivar o seu filho a praticar atividade física, seus benefícios e cuidados que devemos tomar com os nossos pequenos.
Crianças e adolescentes são definidos como indivíduos entre 6 a 17 anos de idade. A prevalência das crianças que cumprem atividade física no mundo é de 20%, no Brasil este número sobe para 43,1% hall 2013.
A pratica regular de atividade física para crianças deve ser agradável, e diversificada. É muito comum a criança começar em algum tipo de escolinha esportiva e logo desistir. Até os 14 anos, peregrinação por vários tipos de modalidades esportivas é normal e aconselhável para que a criança experimente diversos tipos de atividades até que ela defina a sua opinião e se encontre em algum esporte. O mais importante é a criança ser estimulada para que isso reflita positivamente em sua vida tornando um adulto com uma saúde cognitiva e memória motora saudável. As brincadeiras de criança como, abaixar, saltar, correr, escalar e chutar uma bola por exemplo se perdem como tempo, prejudicando o seu cognitivo, equilíbrio, foça e resistência cardíaca. 
As atividades mais recomendadas para crianças e adolescentes são exercícios aeróbicos de intensidade moderada a vigorosa pelo menos 3 dias na semana com tempo de duração de 60 minutos. Caminhada, corrida, natação, dança ou ciclismo são atividades prazerosas e divertidas.
É verdade que a musculação prejudica o crescimento ósseo? Mito! Crianças e adolescentes podem participar de atividades de treinamento de força, desde que recebam instrução e supervisão de um profissional da Educação Física.
Atividades estruturadas como a musculação além de melhorar a coordenação, força, equilíbrio e raciocínio da criança, previne alterações posturais como a hiper cifose (tronco curvado e ombros voltados para frente). O fortalecimento muscular também pode ser uma atividade não estruturada como brincar escalando árvores, pular amarelinha, cabo de guerra, ou em aparelhos do playground.
Algumas recomendações para os nossos pequenos: 
Crianças e adolescentes possuem um sistema termo regulatório ainda não bem desenvolvido. Jovens devem evitar o exercício em ambientes quentes e úmidos se hidratando de modo adequado.
Crianças e adolescentes com sobrepeso não são capazes de atingir os 60 minutos de atividade física diária. Seus limites devem ser respeitados.
Jovens com doenças ou incapacidades como asma, diabetes, obesidade, fibrose cística ou paralisia cerebral devem ter a sua prescrição de exercícios adaptada ao seu condicionamento físico.
Investir na saúde da criança sedentária é formar um adulto saudável! 



linhapopular sim




Logo branca.png

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina