Sinusite

Rogério Tolardo é Farmacêutico / Consultor de Negócios, Mestre em Ciências Farmacêuticas pela Univali, com MBA em Gestão Empresarial pela FGV

A Sinusite ou rinossinusite é um processo inflamatório da mucosa dos seios paranasais, conhecidos como seios nasais ou seios da face, são espaços cheios de ar localizados nos ossos do crânio e da face comunicando-se com a cavidade nasal. Este processo inflamatório pode resultar em um acúmulo de muco e dor. O processo inflamatório ocorre quando os canais dos seios da face encontram-se bloqueados por pus ou excesso de muco.

Alguns fatores podem estar envolvidos no quadro dos sintomas da sinusite, entre eles: 

  • Alergia; 
  • Infecção viral (gripe);
  • Infecção fúngica;
  • Infecção bacteriana;
  • Desvio de septo;

Ainda, além da sinusite aguda, condição onde os sintomas permanecem por até 12 semanas, é comum o quadro de sinusite crônica, condição onde as cavidades nasais permanecem inflamadas e inchadas por mais de 12 semanas. Essa condição provoca grande desconforto pela dificuldade em se respirar pelo nariz, percebe-se uma dor latejante na face, normalmente acompanhada por dor de cabeça. Comumente, a sinusite crônica pode ser causada por um quadro infeccioso, mas também pode ser causado por um desvio de septo nasal podendo afetar normalmente adultos, embora tenham sido relatadas situações onde crianças tenham sido acometidas.  

Em geral, suspeita-se do quadro de sinusite quando acompanhados dos seguintes sintomas:

  • Congestão nasal
  • Dor de cabeça
  • Pressão facial
  • Dor na face
  • Dor de garganta
  • Corrimento nasal com secreção (catarro)
  • Dor ao redor dos olhos
  • Tosse noturna
  • Mal hálito

Além dos sintomas relacionados acima, é comum a pessoa sentir sensibilidade ou dor ao tocar sobre os seios nasais.

Quando os sintomas de sinusite vêm acompanhado por febre, normalmente a infecção pode ser de origem bacteriana, no entanto, a gripe (infecção viral) também pode desencadear quadros de sinusite com febre, portanto, nem sempre é fácil diagnosticar o quadro bacteriano ou viral e o diagnóstico pode ser impreciso, procure a orientação do médico otorrinolaringologista para indicar com precisão a doença.

Em crianças e bebês, a sinusite infantil vem acompanhada de irritabilidade, sonolência, dificuldade para se alimentar e febre, portanto, vale ficar atento aos sintomas e procurar ajuda médica no caso dos sintomas.

Para o diagnóstico da sinusite, normalmente a avaliação clínica é necessária, não sendo mais necessária a solicitação do Raio X. A confirmação da doença pode ser pelos exames:

  • Endoscopia nasal: utiliza-se uma pequena câmera pelo nariz para observar os seios nasais
  • Tomografia computadorizada: utilizado normalmente para confirmar a presença de uma inflamação mais profunda e a anatomia dos seios nasais
  • Teste de alergia: este teste permite identificar a causa da alergia para quando não se observa infecções bacterianas ou virais

Para o tratamento da sinusite, o médico pode optar por:

  • Sprays nasais com corticoides: auxiliam para aliviar o congestionamento, irritação e desconforto no nariz
  • Uso de antibióticos: utilizados exclusivamente em casos de sinusite bacteriana
  • Uso de medicamentos analgésicos, antialérgicos e anti-inflamatórios em nas suas composições: úteis para combater os sintomas e o processo inflamatório

Na presença dos sintomas de sinusite não deixe de procurar atendimento médico, no caso de não buscar ajuda os sintomas podem evoluir e trazer problemas e comprometer a qualidade de sua vida, procure se hidratar bem, buscando repouso e uma alimentação saudável.



linhapopular sim




Logo branca.png

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina