Saúde Dental

Acidentes nas extrações dentárias

Por Cintia Helena

O número de processos contra Cirurgiões Dentistas vem aumentando a cada ano nas várias especialidades da Odontologia. Muitos dos processos ocorrem na área da cirurgia, implantes mal realizados, entre outras. Dentre as mais frequentes destaca-se a intervenção para extração de terceiros molares e molares inferiores. Em decorrência dessa cirurgia ocorrem alguns acidentes e complicações que podem levar o indivíduo a questionar a responsabilidade profissional com uma ação na Justiça. Como consequências da exodontia de um terceiro molar inferior e molares inferiores, a fratura mandibular, a lesão do nervo alveolar inferior e a lesão do nervo lingual estão entre as situações que mais geram processos na área da cirurgia odontológica. A observação ao Código de Proteção e Defesa do Consumidor (Lei 8078 de 11/09/90) é fundamental para que o clínico na Odontologia possa exercer a profissão de forma segura. Nele fica patente a obrigatoriedade de orientações sobre riscos, vantagens e desvantagens do procedimento, bem como a necessidade de autorização para execução de qualquer tratamento, tornando o consentimento informado uma premissa na prática odontológica.

O nervo alveolar inferior é um ramo do nervo mandibular. Inerva os dentes incisivos, caninos, pré-molares e molares inferiores. Ele se subdivide em ramos: nervo mentoniano, incisivo, bucal, aurículo temporal e lingual. Devido a espessura mandibular quando o cirurgião dentista realiza algum procedimento na arcada inferior é necessário anestesiar este nervo e em consequência da anestesia todos os dentes do lado anestesiado ficam sem sensibilidade, bem como língua, lábio e bochecha. 

Para realização de uma cirurgia de extração dental deve-se avaliar o local onde nervo alveolar inferior está inserido com relação às raízes dos dentes a serem extraídos, para tanto faz-se necessário a solicitação de exames de imagem, pois muitas vezes no momento da cirurgia são necessárias a utilização de brocas. Quando a broca lesiona o nervo ocorre a parestesia ou paralisia do lado afetado e o que irá determinar o tempo da paralisia é o grau da lesão. Muitas vezes a sensibilidade do local volta em um mês, mas pode demorar meses até a completa volta da sensibilidade. No tratamento da parestesia ou paralisia, faz-se uso de medicamentos, fisioterapia e laserterapia que é um excelente coadjuvante no tratamento da reabilitação sensorial do paciente. Caso você tenha a necessidade de extrair um terceiro molar ou até mesmo algum outro molar da arcada inferior procure um cirurgião dentista experiente e fique atento com a solicitação dos exames de imagem, porque é impossível realizar uma extração de dentes segura sem as imagens radiográficas! Fique alerta! 




linhapopular sim




Logo branca.png

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina