Saúde Dental

Efeito das drogas na cavidade oral

Por Cintia Helena

 Além dos problemas na saúde bucal e periodontal frequentes no consultório do dentista, o profissional deve lidar com aqueles que surgem devido aos fatos que vão muito além de uma simples doença ou falta de cuidado do paciente diretamente - por exemplo, complicações relacionadas ao uso de drogas, lícitas ou não. O paciente, quando tem algum vício neste sentido, pode ter problemas bucais, além do normal por dois motivos: todas as drogas causam, por si só, algum efeito prejudicial na saúde bucal e fazem com que o paciente tenha menos cuidado com sua higiene.

Hoje vamos falar sobre os efeitos causados pelo uso de drogas na cavidade oral.  

Entre as drogas que prejudicam a saúde bucal existem seis delas que são as principais:

Fumo: O cigarro provoca manchas nos dentes e na língua, reduz a sensibilidade do paladar, diminui a capacidade de recuperação após uma cirurgia ou procedimento odontológico e aumenta o risco de doenças da gengiva e de perder os dentes. O risco de câncer bucal também aumenta com o fumo.

Medicamentos: Segundo a APCD (Associação Paulista de Cirurgiões Dentistas), estimativas sugerem que 40% das pessoas ingerem ao menos um tipo de medicamento diariamente, que pode prejudicar os dentes. Na lista desses remédios estão os contraceptivos, medicamentos de câncer, anti-histamínicos (alergia), remédios para tratamento de asma e xaropes.

Cocaína: Quando os usuários esfregam cocaína nos dentes e na gengiva, ela resulta numa solução ácida, e provoca erosão do esmalte dental, ou seja, a perda de tecido duro da superfície dos dentes. "Essa perda é muito agressiva e pode desencadear dor, sensibilidade exagerada e comprometer a aparência do paciente".

Crack: Fumado em 'cachimbo', o crack é muito agressivo à saúde oral. Ao entrar em contato direto com a boca, a fumaça danifica o esmalte, a gengiva e os nervos.

Ecstasy: "A droga do 'amor' deveria ser conhecida como a droga da 'dor'", considera Seroli. Isso porque o ecstasy predispõe o usuário a sofrer de boca seca e bruxismo, que é o ranger involuntário dos dentes durante o sono. "Toda estrutura da arcada dental pode ser prejudicada se não tratada adequadamente"

Metanfetamina: Uma droga altamente ácida e uma das mais agressivas para os dentes, já que provoca cárie em um curto espaço de tempo. "Outros efeitos incluem boca seca, bruxismo e problemas mandibulares".

O papel do cirurgião-dentista, ao constatar que um paciente é viciado em drogas, como todo profissional da saúde, é intervir e questionar abertamente para orientar à busca de tratamento especializado em saúde, com profissionais aptos a lidar com a situação. Médicos, psiquiatras e psicólogos fazem a diferença nesta trama multidisciplinar voltada ao apoio à saúde do dependente químico.




linhapopular sim




Logo branca.png

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina