Saúde Mental

Administrando expectativas

por Joyce de Almeida Cruz

Com certeza você já escutou alguém dizer que fez algo por alguém e que a pessoa não reconheceu, não agradeceu, criticou, ou ainda que foi indiferente. Em outras palavras, a pessoa foi frustrada porque provavelmente tinha criado expectativas em relação à situação que não foram atendidas. 

Sim! Naturalmente nós vamos criar expectativas em relação a algumas pessoas e situações, o conflito acontece quando você espera demais e/ou idealiza no outro o que ele não tem obrigação ou não pode te dar.

O problema se instala quando esse outro não supre suas expectativas, suas carências, e você se pega frustrado e decepcionado numa situação que o outro não tinha obrigação de suprir. E o que fazer com este sentimento? Afinal de contas o outro não tem a obrigação de suprir teus desejos, ele atende se fizer sentido para ele.

Mais complexo ainda se torna quando você passa a se submeter a situações ruins para tentar agradar o outro deixando a si mesmo de lado, seja negligenciando a própria saúde, privando-se de descansar ou então de fazer coisas para si sempre buscando maneiras de "chamar a atenção" do outro.

Reflita sobre como você está organizando seus pensamentos e ações. Você está bem consigo mesmo? Quando faz algo pelo outro espera algo em troca?

Fique alerta se você observa que sempre seus motivos para tomar decisões são para tentar agradar alguém. Não se faça útil para ter pessoas por perto, admiração não se "compra", quando fizer algo pense primeiro em você, e pergunte-se: o que estou fazendo me faz bem e está coerente com minhas aspirações de vida? Se sim "ok", mas se você se deixa de lado, despreza seus próprios valores para agradar a terceiros devido carência ou medo de rejeição e ainda que agrade a sensação de vazio permanece, isso merece atenção.

 "Eu sou eu, você é você. Eu faço as minhas coisas e você faz as suas coisas. Não estou neste mundo para viver de acordo com as suas expectativas. E nem você o está para viver de acordo com as minhas. Se por acaso nos encontrarmos, é lindo. Se não, não há o que fazer (Fritz Perls, 1969)."

Criar expectativas é normal, porém é importante compreender que a outra pessoa não tem obrigação de suprir as suas demandas, e como e você lida com isso não é problema do outro.

Como você reage às expectativas não atendidas? Como você lida com a frustração? Importante levar em consideração a reflexão proposta, mas caso ainda tenha dificuldades em fazê-lo procure ajuda profissional, a psicoterapia pode ter ajudar.




linhapopular sim




Logo branca.png

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina