Saúde Mental

GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA

por Joyce de Almeida Cruz

Os adolescentes começam a crescer e se desenvolver mentalmente e fisicamente, e naturalmente começam a despertar interesse pela sexualidade e práticas sexuais. E neste contexto, de diversas curiosidades, é importante destacarmos dois temas de extrema importância: os impactos que uma gestação não planejada causa na vida de um adolescente e as IST's (infecções sexualmente transmissíveis). 

A gravidez na adolescência ocorre por diversas situações: imaturidade, busca por liberdade, falta de informações, desconhecimento sobre métodos contraceptivos, para prender o namorado, contrariar a família, curiosidade, uso de álcool ou outras drogas, dentre outras situações.

No Brasil o número de gravidez na adolescência já foi maior, reduziu bastante, mas ainda assim continua alto e por isso formas de conscientização sobre essa temática visam alertar os jovens sobre os impactos que uma gravidez na adolescência pode causar, são exemplos: despreparo para exercer a maternidade ou a paternidade, mudanças drásticas nas responsabilidades, falta de maturidade física e emocional, abandono escolar, casamento por conta da gravidez, vergonha, cobranças sociais e religiosas e perda de vínculos entre pares.

Muitas decisões acabam sendo tomadas impulsivamente, seja para iniciar a vida sexual ou mesmo engravidar, assim se faz necessário destacar aqui que outras formas de superar as dificuldades da vida podem ser exploradas, existem lugares e pessoas que podem amparar e orientar esses jovens, por exemplo: os pais, serviços de assistência social e saúde, algum adulto de confiança (pais de algum amigo ou mesmo algum professor). Antes de se tomar alguma decisão procure conversar com algum adulto responsável, caso esse vínculo não esteja em sua família procure as entidades ou pessoas citadas. Sempre haverá saídas saudáveis para os mais diversos problemas, o que ocorre é que às vezes precisamos da ajuda de outras pessoas para enxergá-las.

Além de uma gestação indesejada na adolescência, a ausência de informações e a falta do uso de preservativos pode colocar esse jovem em exposição as IST's (infecções sexualmente transmissíveis), e que em caso de gestação colocam a mãe e o bebê em risco.

A iniciação da vida sexual deve ser bem pensada, discutida, informada e responsável. Importantíssimo que os pais estejam alerta e conversem com os filhos sobre os mais diversos assuntos. Pais e adolescentes que precisam de mais informações podem procurar pelos profissionais de saúde nas unidades de saúde de seu bairro.



linhapopular sim




Logo branca.png

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina