Morre aos 91 anos Manoel Paulo Rebelo, o 'seu Bagué'

O empresário, que foi vereador nos anos 70, está sendo velado na Câmara Municipal de Vereadores

Faleceu na noite de ontem, dia 5 de novembro,  Manoel Paulo Rebelo (Bagué) . O velório está sendo realizado na Câmara Municipal de Vereadores de Camboriú. O enterro acontece amanhã, dia 7, às 10h00min, no Cemitério Municipal (Centro) .

Manoel Paulo Rebelo nasceu no dia 5 de novembro de 1928, na cidade de Camboriú. Casou-se com Maria Dirce Ganancini Rebelo e dessa união nasceram 10 filhos, 20 netos e 6 bisnetos. 

"Seu Bagué", como ficou popularmente conhecido, ingressou na vida pública a convite de amigos, já que era muito popular na cidade. Legislou nos de 1973 a 1976 pelo MDB. Na época, Camboriú tinha como prefeito Luis Todesco, tendo Fernando Garcia como vice. Vereador de oposição, nunca deixou de legislar em benefício da população. Sua grande bandeira foi defender os humildes e necessitados. 

Entre as ações que ajudou a viabilizar destaca-se o calçamento da rua Siqueira Campos até o Rio Pequeno e a compra de 50% da área do cemitério central, o que deixou a comunidade muito satisfeita, visto que à época havia apenas dois cemitérios; o central o e da Barra, que ainda pertencia ao município de Camboriú. 

Após sua legislatura, Bagué desistiu de candidatar a outros pleitos, mas continuou participando ativamente da política. Ele foi o maior incentivador e cabo eleitoral do prefeito Ainor Lotério (1993/1996), seu genro. 

Antes da ingressar na política, Bagué trabalhou como cortador de pedra, taxista e empresário, no ramo de postos de gasolina e derivados de petróleo.




linhapopular sim




Logo branca.png

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina