Mostra de Arte Contemporânea

Colégio José Arantes apresenta Mostra de Arte Contemporânea

Assuntos polêmicos foram temas dos projetos desenvolvidos pelos alunos do terceiro ano

Por Nicolle Prado

A abordagem de temas como desmatamento, racismo, suicídio, feminicídio e aborto nas escolas é cada vez mais necessária. Com esse objetivo, o Colégio Professor José Arantes envolveu os alunos do terceiro ano do em projetos de arte contemporânea que foram expostos a toda a escola na manhã da última terça-feira. 
A ideia de trabalhar estes temas de uma maneira diferenciada veio da professora de arte, Anabel Simas Souza de Abreu. A atividade foi proposta quase um mês antes, para que assim, os alunos pudessem pensar, estudar e realizar as artes. A Mostra de Arte Contemporânea trouxe impactantes projetos de temas atuais e polêmicos, onde os alunos realizaram apresentações, desenvolveram esculturas, desenhos, e performances. Os temas são tratados em diversas disciplinas como sociologia e filosofia, e a partir desse conhecimento eles puderam aplicá-los de forma que ajudassem e conscientizassem não só a si mesmo, como os espectadores. 
"Eu queria que eles apresentassem de uma forma diferente e chocasse as pessoas" comenta a professora Anabel. Para ela, é importante que esses temas sejam trabalhados na escola, e que através da mostra, é possível que seja visto com outros olhos e chamem mais atenção. Em sua disciplina, o terceiro ano estava aprendendo sobre arte contemporânea, foi então que surgiu a ideia de utilizá-la como método para desenvolver e debater os temas, pois dessa forma, os alunos iam podem refletir sobre e também trabalhar de uma maneira criativa com materiais do cotidiano em cenas diferenciadas. 
A diretora Marlene Zuchi Moleri acompanhou todo o projeto, e através da sua experiência no âmbito escolar, ela viu o quanto estes temas e problemas da sociedade afetam os alunos também. Para ela, o projeto veio como uma forma deles refletirem e entenderem o que está acontecendo no mundo e também com eles mesmo.   
Na mostra, a aluna Nicole da Silva expôs um trabalho sobre alimentação saudável, através de colagens e representações feita por bonecas, ela trouxe a importância de nos alimentarmos bem. Para ela, uma das principais contribuições que o desenvolvimento do projeto trouxe foi a perspectiva de empatia. "A partir do momento que começamos a pensar sobre os projetos, nós paramos de pensar um pouco em nós e começamos a olhar ao redor. A analisar como as outras pensam e vivem. De que forma, a gente vai poder ajudar a mostrar que ela é capaz, que ela consegue, que é possível isso acontecer?", relata. 
Além da reflexão que a mostra proporcionou, a professora Anabel conseguiu com que os alunos compreendessem o contexto da arte contemporânea, ao fazer com eles transformassem objetos do cotidiano em arte que trouxe reações e impacto para a vida dos criadores e dos espectadores. "A maioria das exposições são efêmeras, vão ficar só na fotografia e na filmagem, depois não vão existir mais. Mas o que impactou nas pessoas vai ser mais repercutido do que a própria imagem em si.", comenta.

  





linhapopular sim




Logo branca.png

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina