Evento relembra vitória na Segunda Guerra e homenageia combatentes

09 Julho 2018 14:55:00

Civis também receberam homenagens, como o Jornal Linha Popular a medalha Honra ao Mérito Comunitário

Foto: Schaline Rudnitzki/LP

Na manhã de sábado (07) a pequena Praça dos Expedicionários, no Centro de Camboriú, virou palco de uma grande homenagem aos veteranos da Segunda Guerra, as forças militares e da Marinha e também a civis que tem contribuído com a memória dos que lutaram pela paz. A homenagem tinha como objetivo comemorar o 73º Aniversário da vitória dos Aliados na Segunda Guerra Mundial e o Dia Internacional dos Mantenedores da Paz da ONU, celebrado em 29 de junho. 

Estiveram presentes o ex-combatente José Bernardino Coelho - o único camboriuense vivo dos 19 combatentes, o sargento Hugo Pedro Felisbino natural de Florianópolis e hoje morador de Camboriú, além do marinheiro Manoel Domingos da Costa - o Nelinho, 85 anos, que veio a falecer no dia de ontem. Marcaram presença também militares da Força Aérea Brasileira, que foram para a missão de Paz, banda da FAB de Florianópolis, Marinha do Brasil, Exército Brasileiro, Polícia Militar de Santa Catarina, Polícia Rodoviária Federal, Agentes de Trânsito de Balneário Camboriú, Guarda Municipal de Balneário e SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência.)

Na oportunidade foram entregues cinco medalhas: Eternos Combatentes da Força Expedicionária Brasileira, Serviço de Saúde FEB, medalha Brasil Peacekeeper, Honra ao Mérito Comunitário e medalha do Jubileu de 70 anos da Vitória Inter-aliada.

Entre os homenageados estavam o comandante do 12º Batalhão da Polícia Militar, Major José Evaldo Hoffmann Júnior - que recebeu a Medalha do Jubileu de 70 anos da Vitória Inter-aliada e o comandante da 1ª Companhia da PM, Capitão Tiago Ghilardi. Já a medalha Honra ao Mérito foi recebida por civis como o prefeito Elcio Rogério Kuhnen e o vereador Ângelo César Gervásio, enfermeiros socorristas do Samu e Bombeiros e o cão policial K-9 Yankee do 12º BPM.

O Jornal Linha Popular recebeu as medalhas Eternos Combatentes da Força Expedicionária Brasileira (FEB) e Honra ao Mérito Comunitário, representado na oportunidade pelo jornalista e sócio Adriano Assis.

O organizador do evento, Sandro Rocha diretor do Comando Anjo da Guarda Fest, comentou sobre o resultado da ação. "É um trabalho de longa data, feito com muita seriedade e muito amor. Eu acho que quando você passa credibilidade para qualquer força que for, você reflete isso".

Um dos momentos de maior comoção foi quando os pracinhas José Bernardinho, Nelinho e Felisbino depositaram aos pés do monumento dos Expedicionários uma coroa de flores em memórias aos companheiros já falecidos. E por fim, quando Hugo Felisbino, 98 anos, compartilhou em um depoimento suas memórias da guerra com o público.


Imagens



linhapopular sim




Logo branca.png

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina