Coronavírus

Eventos religiosos são suspensos em Camboriú

Para conter a pandemia, as atividades religiosas foram canceladas e recomenda-se a oração individual

O GMUH foi adiado para setembro de 2020 / Foto: Divulgação

A pandemia de Coronavírus atingiu diversos setores, e inclusive atividades religiosas. Com um alto nível de transmissão, qualquer evento ou celebração que reúna diversas pessoas deve ser cancelado ou adiado. A Igreja Divino Espírito Santo e a Assembleia de Deus já comunicaram o cancelamento de missas, cultos ou semelhantes.  

Um dos mais tradicionais eventos da cidade, o Congresso Nacional dos Gideões Missionários da Última Hora (GMUH) acontece em Camboriú anualmente no mês de Abril. Com a pandemia de Coronavírus, o evento que reúne mais de 150 mil pessoas teve que ser adiado para mês de setembro. A nova data será do dia 02 ao dia 07 de setembro.  

O GMUH seria realizado do dia 29 de abril ao dia 04 de maio. A medida foi tomada para prevenir e evitar a transmissão da doença, já que o evento reúne uma grande quantidade de pessoas de várias partes do brasil e do mundo. "Acredito que até setembro, esse surto já foi embora e nós vamos receber com muita alegria todos vocês", diz o Zilmar M. Miguel, presidente do Gideões.  

Além do evento, os cultos da Assembleia de Deus também foram suspensos por tempo indeterminado. O Pastor Marcondes comenta que os templos permanecerão abertos para quem queira individualmente comparecer para orar. 

Em tempos de quaresma, a Paróquia do Divino Espírito Santo tinha preparado uma programação especial para o período, porém com as novas determinações, todas às missas e celebração também serão suspensas por tempo indeterminado, assim como todas às atividades paroquiais.  

A Arquidiocese de Florianopólis publicou um comunicado aos fieis com recomendações para esse período, inclusive para a Páscoa. / Foto: Divulgação

Na última terça-feira (17), o Arcebispo de Florianópolis, Wilson Tadeu Jönk, emitiu um comunicado oficial sobre o Coronavírus. A nota publicada no site da Arquidiocese, consta às seguintes determinações: 

  • Os fiéis estão dispensados das obrigações da missas e atividades; 
  • Os pertencentes aos grupo de risco, principalmente idosos, devem se manter em casa, incluindo clérigos deste grupo;
  • Padres e párocos realizarão às santas missas de forma privada, sem a presença dos fiéis, e estarão disponíveis para o zelo, dedicação e cuidado dos fiéis neste momento em que a presença do pastor se faz necessária;
  • A Arquidiocese incentiva o acompanhamento das celebrações através dos meios de comunicação;
  • Fiéis, em número limitado, que porventura realizarem algum encontro religioso devem redobrar os cuidados de higiene e se manterem afastados uns dos outros;
  • Na semana santa, deve-se seguir a prescrição acima. No Tríduo Pascal sugere-se a devoção individual: na Quinta-feira Santa, durante o dia, a exposição do santíssimo sacramento; na Sexta-feira Santa, de manhã, a exposição da Santa Cruz; e no Domingo de Páscoa, o Círio Pascal;
  • Sempre que possível, as igrejas estarão abertas para oração individual;
  • Evita-se visitas a doentes e idosos;
  • Confissões serão realizadas de forma individual e respeitando a distância física recomendada;
  • Batismos serão realizados apenas em casos urgentes;
  • Matrimônios serão tratados com os noivos sobre a conveniência da celebração pública;
  • Nesse tempo, recomenda-se a oração pessoal e em família;
  • As demais atividades serão suspensas.



linhapopular sim




Logo branca.png

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina