Chuvas

Família fica ilhada no Jardim Bela Vista

11 Janeiro 2018 15:41:00

Mãe, recém-nascida de oito dias e parentes precisaram de ajuda dos Bombeiros para sair de casa

Adriano Assis
Foto: LP/Adriano Assis
Mesmo com a estrutura da casa levantada a água alcançou a entrada da sala

Karina Almeida de Melo, 21, dormia com a filha de oito dias quando foi acordada por um vizinho. A água subia rápido na Rua Tereza Evangelista Gonçalves, no Jardim Bela Vista - principalmente na parte baixa, perto da Rua Centenário, e a cachorra presa no canil corria o risco de se afogar.

"Quando olhamos a água já estava aqui na porta", lembra. O vizinho conseguiu abrir o canil e a cachorra fugiu nadando. Apesar de a sala ser alta, quase um metro da rua, a água já estava na porta. Os quartos, na parte mais baixa da casa, começaram a encher.

Karina, a filha, a cunhada e a sobrinha já não tinham por onde sair. Estavam ilhadas. "Era depois da uma hora da manhã. Minha cunhada ligou para os Bombeiros", conta. Uma guarnição tirou a família da residência e levou para casa de um parente na Rua Rodolfo da Silva Simas, no mesmo bairro.

Se a cachorra da família conseguiu se salvar, o gatinho não teve a mesma sorte. No final da manhã, elas voltaram para casa para iniciar a limpeza e conferir os estragos. "Ganhei uma cômoda nova, mas molhou tudo com as roupinhas delas", lamenta Karina. Os móveis da casa também molharam com a enxurrada.

Muita lama

No final da manhã, a parte baixa da rua ainda estava cheio de lama. Nas calçadas, se acumulavam móveis dos moradores que limpavam suas residências. Lauro Fonseca, 39, reside no local há dez anos e diz nunca ter visto a água demorar tanto para baixar.

"Começou a encher pouco depois da meia-noite, fui conseguir voltar para casa perto das 6h", afirma o morador. Foi a primeira vez que sua residência foi atingida. Ele contabilizou estragos de todos os móveis de madeiras. "Acho que é porque aterraram aqui atrás. Não tem por onde a água escoar", se queixa.

Na casa de Deivid Rocha entrou água em todos os cômodos. O carro, que estava na garagem, também foi atingido e ficou com água até a altura dos bancos. "Dentro de casa foi até o joelho. Não deu tempo de tirar nada".


Imagens



linhapopular sim




Logo branca.png

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina