BIOMETRIA

Pouco mais de 40% dos eleitores camboriuenses fizeram o recadastramento

03 Outubro 2017 20:23:00

Prazo encerra em 7 de dezembro, quem não fizer terá título de eleitor e CPF cancelados

Foto: Divulgação/TSE

A revisão do eleitorado obrigatória até o dia 7 de dezembro está com baixo comparecimento dos eleitores nas cidades de Balneário Piçarras, Balneário Camboriú, Camboriú, Brusque, Itajaí e Penha. Em Camboriú, apenas 41,7% do eleitorado já fez o recadastramento biométrico - 18.883 dos 45.244 eleitores.

Quem não fizer o recadastramento nas cidades em que ele é obrigatório terá título de eleitor e CPF cancelados, o que acarreta em uma série de sanções como, por exemplo: não votar, suspensão de salário para servidores públicos, não conseguir emitir passaporte ou carteira de identidade, não poder inscrever-se em concurso público, nem renovar matrícula em estabelecimentos de ensino, além de não obter empréstimos em bancos estatais.

Para fazer a biometria, o eleitor deve agendar o seu atendimento por meio do site do TRE-SC e comparecer no cartório portando documento de identificação com foto, comprovante de residência recente e comprovante de alistamento militar - no caso de homens maiores de 18 anos que vão fazer o primeiro título.

Os eleitores camboriuenses pertencem a 103ª Zona Eleitoral e o posto de atendimento fica no cartório eleitoral de Balneário Camboriú, rua 2500, nº 1250.

O TRE-SC prevê filas para o período próximo ao final da revisão, devido à demanda acumulada.

A exemplo do que ocorreu em Florianópolis, Joinville e Blumenau, quando encerraram a revisão do eleitorado no ano de 2016, a Justiça Eleitoral alerta aqueles que deixarem para a última hora sobre a insuficiência de vagas para realizar o cadastramento e o desconforto de longas esperas. Isso porque, atualmente, há uma alta capacidade de atendimento dos eleitores, porém, o comparecimento está bem abaixo da meta.

Só em Itajaí, são 1.371 vagas por dia, mas apenas 900 pessoas, em média, têm realizado diariamente o cadastramento. A cena se repete em Balneário Camboriú, que tem atendido menos da metade da capacidade diária e Penha, que possui 300 vagas por dia, mas só tem preenchido em torno de 100. 

Para que todo o eleitorado seja cadastrado, é necessário que a capacidade diária de atendimentos seja cumprida, com a distribuição dos eleitores ao longo do prazo. Por isso, a Justiça Eleitoral recomenda que os eleitores dessas cidades realizem o cadastramento biométrico o mais rápido possível.


linhapopular sim




Logo branca.png

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina