COLUNAS



DICUMÊ

com


Rodrigo Luz Rabelo

Início da cultura alimentar catarinense e receita



Sextou!
Olá, leitores, aqui estamos nós! Saudações gastronômicas!

Hoje teremos uma receita de comer rezando, mas antes vamos fazer uma pequena explanação sobre o início da cultura alimentar catarinense.

Pesquisando um pouco sobre a culinária Catarinense, observei que a cultura indígena foi a primeira cultura alimentar de SC e logo sofre as primeiras mudanças em sua alimentação essas trazidas pelos navegantes e vicentinos, já os açorianos e africanos trouxeram as frituras, o dendê, as especiarias e o trato com os produtos da terra esta mistura entre índios, negros e açorianos surgiu o pirão muito apreciado por aqui. Já os alemães trouxeram a cerveja, as linguiças e os pães, povo habilidoso que se identificou com a região. Aqui em SC fizeram a maior colônia alemã no Brasil. Os italianos trouxeram as massas e principalmente a vitivinicultura. Não posso deixar de falar sobre o homem do sambaqui, foi o primeiro habitante do litoral e vivia da pesca, daí surgiu essa cultura alimentar catarinense, amor por peixes e mariscos. O Catarinense em sua grande maioria e apaixonado por um peixe que pode ser feito de várias maneiras e é muitíssimo apreciado por aqui. Estamos falando da saborosa tainha, peixe que tem um custo baixo por conta da fartura em sua safra.

Tainha


A tainha é um peixe de água salgada e é considerado um dos símbolos catarinenses, visto que é produto local e popular. Você vai encontrá-lo preparado de várias formas, aproveite para experimentar todos:
  • frito;
  • assado na churrasqueira;
  • recheado de ovas, dentre outras.

Curiosidade

Cerca de 80% da pesca da tainha consumida no país é realizada em Santa Catarina onde ela é considerada Patrimônio Cultural.
Sabemos que aqui em Santa Catarina temos vários festivais da tainha, e nessas pesquisas encontrei a tainha com farofa de ovas e dei meu toque pessoal.
A receita de hoje é tainha frita com farofa de ova.

Tainha frita com farofa de ova.
Peixe
  • 800 g de tainha
  • 1 xícara (café) de suco de limão
  • Farinha de trigo (para empana)
  • sal a gosto

    Farofa
  • 500 g de ovas de tainha fresca(s)
  • 1 unidade de cebola picada(s)
  • 1 sachê de alho em pó
  • 1/2 maço de cebolinha verde picada(s)
  • 1/2 maço de salsinha picada(s)
  • 250 g de farinha de panko
  • 50 ml de azeite de oliva
  • 1 colher de sopa de manteiga

Preparo
Tempere o peixe com limão e sal , empane somente com trigo e reserve.
Em uma fritadeira com óleo quente coloque o peixe e espere dourar, depois reserve.
Em outra frigideira coloque o azeite a manteiga, doure a cebola e refogue a ova por 5 min.
Depois coloque a farinha panko, alho em pó, cebolinha e a salsinha.
Misture tudo até a farofa ficar crocante.
Sirva em seguida.

Serve de 2 a 3 pessoas
  
Dica de hoje

Bierland Pilsen é uma cerveja leve e refrescante que agrada a todos os paladares, ela vai muito bem com nosso prato de hoje.


Sobre Rodrigo Luz Rabelo

Chef de Cozinha

Especialista em frutos do mar, o chef de cozinha Rodrigo Luz tem como influência a cozinha amazônica.


Sobre a Coluna

Dicumê

Esse será um espaço onde serão compartilhados os sabores clássicos e contemporâneos da cozinha brasileira.


COMENTÁRIOS