SAÚDE

Santa Catarina terá prioridade na distribuição de remédios no combate a Covid





Secretários do Ministério da Saúde foram à Florianópolis (SC) para conhecer as ações que o governo de Santa Catarina está implementando no combate à Covid-19 e divulgar as estratégias da pasta no enfrentamento à doença na região sul. Durante a visita, o secretário da Atenção Especializada à Saúde, Luiz Otávio Franco Duarte, ressaltou que o diagnóstico precoce do novo coronavírus é a principal estratégia do governo federal para a diminuição da letalidade da doença.

Questionado pelo secretário estadual da Saúde de Santa Catarina, André Motta Ribeiro, sobre a falta de medicamentos como sedativos e anestésicos, que são utilizados para intubar pacientes graves,  Franco Duarte afirmou que o ministério está fazendo um esforço de “guerra’ nessas aquisições e que estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina terão prioridade no recebimento desses remédios. 

Covid-19 avança sobre estados da Região Sul

Segundo o governo federal, até julho foram repassados R$ 932 milhões para o combate à Covid-19 em Santa Catarina. Além disso, de acordo com a pasta,  530 leitos de UTI exclusivos para o tratamento de pacientes com o novo coronavírus foram habilitados no estados, o que representa um investimento de R$ 73,6 milhões.
 


Confira o áudio:






COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM






SAÚDE  |  31/07/2020 - 18h