SAÚDE

Prefeitura de Camboriú recebe cápsulas que vão ajudar no tratamento da Covid-19
Doação foi feita pelo Instituto Transire e repassada pela Prefeitura de Itapema para o Hospital Cirúrgico Camboriú




Foto: divulgação

A Prefeitura de Camboriú recebeu da prefeitura de Itapema cinco cápsulas Vanessa doadas pelo Instituto Transire, de Manaus. A entrega foi realizada nesta quarta-feira, dia 29, pela prefeita Nilza Simas, que trouxe os equipamentos da capital amazonense, ao prefeito Elcio Rogério Kuhnen, e serão utilizadas no tratamento de pacientes com Covid-19 no Hospital Cirúrgico Camboriú (HCC). O método é utilizado para evitar a intubação.

A cápsula é um invólucro de vinil que fica em volta do paciente, e mantém uma pressão negativa para impedir que o ar saia. A função é de aumentar a oxigenação do sangue. “Esse é um método não invasivo, onde não precisa intubar o paciente para receber o oxigênio sob altas pressões. Prevenindo fibrose pulmonar e óbito. Pois cerca de 50% dos pacientes que são intubados morrem”, explica o médico e prefeito Elcio Rogério Kuhnen. 

De acordo com o diretor clínico do HCC, Fabio Traghetta, quando o paciente está respirado muito intensamente, ou tossindo, ficam no ar gotículas que são carregadíssimas de vírus. “Quando colocamos a pessoa na capsula Vanessa o ar fica ali dentro, os vírus são puxados por um filtro e a troca de oxigênio é constate”, explica Traghetta.  Em geral as cápsulas tem que realizar a troca de oxigênio 12 vezes a cada hora. Essas cápsulas, que são certificadas pela Anvisa, realizam a troca 13,5 vezes a cada hora. 

O HCC conta com 20 leitos de internação para Covid-19 e recebe pacientes da região. As cápsulas já se encontram no Hospital e serão utilizadas nestes leitos de retaguarda. Foram ativadas hoje pela manhã, mas ainda não foram utilizadas, pois todos pacientes estão em estado estável.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM






SAÚDE  |  31/07/2020 - 18h