GERAL

"Puxadinho" irregular da OAB Camboriú será demolido neste sábado
Construção estava irregular e com problemas estruturais





Será demolida neste sábado a estrutura irregular, construída junto à sede da OAB Camboriú durante a última gestão da entidade. Segundo a atual presidente, Dra. Maria de Fathima da Costa Santini Teles, após instaurar procedimento administrativo e realizar uma perícia técnica com engenheiros, a única solução encontrada é a demolição do espaço.

Entenda o caso

Após reclamações de vizinhos de que suas casas estavam com rachaduras e infiltrações decorrentes de problemas estruturais na sede da OAB Camboriú, a diretoria da entidade buscou a Prefeitura para se informar sobre o projeto da obra, inaugurada em 2018. “Junto à Secretaria de Planejamento Urbano, descobriu-se uma série de erros”, esclarece a presidente. “Ficamos surpresos ao saber que obra como um todo não foi inspecionada depois de concluída e não tinha alvará. Além disso, o puxadinho, que estamos demolindo, não estava no projeto original apresentado à prefeitura”, completa. 



Maria de Fathima explica que o procedimento administrativo foi instaurado para apurar as causas dos erros, bem como seus responsáveis. Além disso, uma perícia técnica foi realizada na obra. Constatou-se que a edificação anexa, construída sem projeto, não possuía nenhum tipo de sistema de drenagem. “Como consequência do acúmulo de água no subsolo, decorrente dessa negligência, tanto casas vizinhas quanto o restante do prédio da OAB sofreram impactos como rachaduras e infiltrações”, revela. O restante do prédio da OAB Camboriú está em reforma para corrigir os impactos do erro.


Segundo a diretoria atual, a OAB Camboriú tem autorização para construir novamente, mas só o fará com projeto regular e sistema de drenagem. “Enquanto isso, o espaço ficará vazio. Sentimos muito pelo dinheiro dos advogados do município, que pagam suas anuidades à Ordem, ter sido mal empregado desta forma”, compartilha o Diretor Tesoureiro, Maikon Rafael Matoso.

 




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM






GERAL  |  03/08/2020 - 11h